Prettos: ancestralidade, afrofuturismo e referência no samba de roda paulistano

“Tínhamos o sonho, o anseio de viver de música, desde o início da década de 1990, mas as necessidades não permitiam. Éramos obrigados a trabalhar no regime CLT. Em 1996, montamos o Quinteto Café Com Leite e somente no ano seguinte, em 1997, conhecemos a nossa madrinha, Beth Carvalho. A partir de então, a gente toma a decisão de que iríamos trabalhar com música”. É assim que começa a trajetória de mais de 25 anos de carreira dos irmãos sambistas Os Prettos, segundo Magnu Sousá, irmão de Maurílio de Oliveira.Maurílio de Oliveira e a madrinha Beth Carvalho | Créditos: Acervo PessoalDe origem

Fonte: Prettos: ancestralidade, afrofuturismo e referência no samba de roda paulistano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: